11 agosto 2015

#Resenha42 - Filho das Sombras (Juliet Marillier)

Obs.: Esta resenha contém spoilers de "Filha da Floresta".


"Filho das Sombras" traz a história da jovem Liadan, filha de Sorcha. Vivendo na remota floresta de Sevenwaters, acompanhamos, mais uma vez, um jogo de poder, só que desta vez pelas Três Ilhas, que ficam entre a Bretanha e a Irlanda, mas que estão sob o domínio do povo de Harrowfield. Liadan é a gêmea de Sean, e tem ainda a irmã mais velha, Niahm. Nas primeiras páginas, somos levados novamente à bela Sevenwaters, onde a autora nos permite encantar-se pela leitura mais uma vez e sem ser repetitiva. A facilidade com a qual Juliet Marillier escreve faz de suas obras únicas, para quem curte fantasia ou histórias de época, a escrita dela pode ser encantadora e, tal como em Filha da Floresta, convincente a todo instante.

O enredo passa a andar quando todos descobrem que Niamh está se envolvendo com um jovem aprendiz de um de seus tios, e ao tomar conhecimento disso, sua mãe, pai e tios não veem outra saída a não ser separar a garota de seu amado, que representa "um grande mal". O suspense sobre o que ele é segue um ritmo longo que deixa o leitor super ansioso. E, em meio a esse drama familiar, o povo sente-se ameaçado por um homem sem identidade e que aterroriza a todos por sua facilidade e agilidade em matar sem deixar rastros. E aí a história dá um grande avanço: Liadan é posta face a face com esse temido homem. Ele, conhecido entre os seus por O Chefe ou Bran, é um homem sem identidade, mas assim que ele surge na história já vejo vestígios de um futuro romance. Praticamente sequestrada, Liadan terá uma missão a concluir entre os homens de Bran, o que eu não esperava é que ela saísse grávida ao fim de tudo.

"(...) As fábulas não são mentira nem verdade, e sim um meio termo. Podem ser aquilo que o ouvinte escolher ou o que o contador desejar. (...)"
- Pág. 146

À medida que as coisas vão acontecendo e reviravoltas incríveis vão surgindo, nos damos conta de que, apesar do livro narrar uma história diferente da de Sorcha, como as escolhas de Sorcha e Red no passado refletem no futuro de seus filhos. E falando em Sorcha, Filho das Sombras conseguiu me arrancar várias lágrimas, pois nessa continuação a autora mata todas as expectativas de que os Sete Irmãos do primeiro livro tenham seus finais felizes, e eu que me apeguei tanto a eles, já comecei a obra levando uma facada, afinal, logo no início, alguns dos doces e protetores irmãos da antes jovem Sorcha já estão mortos... E ela prestes a seguir esse caminho também.

"(...) Às vezes, é melhor não sentirmos muito. Não querermos muito. Não viver no passado nem no futuro. Ficar simplesmente no presente. É bem mais seguro. A menos que o passado resolva bater à nossa porta sem ser convidado."
- Pág. 177

A Juliet tem um talento incrível para escrever histórias tão belas e tão viciantes, li esse livro de mais de 600 páginas em menos de uma semana!

Dados os acontecimentos, o retorno de Liadan ao povo de Sevenwaters e a chegada de uma nova criança - a que ela carrega em seu ventre - resulta em muitos boatos, mas logo isso passa a ser o menos importante: pois o jogo de poder começa a "pegar fogo". Os personagens são bem construídos, e apesar dos capítulos longos, a leitura flui de uma forma leve, porém, arrebatadora com os nosso corações, se assim posso dizer, haha.



"Filho das Sombras" é repleto de reviravoltas, uma narrativa encantadora que nos permite apaixonar-se pelos personagens e tem uma história imersa numa trama incrível, sem contar com o desfecho que foi lindo. Fiquei super ansioso para conhecer a história de "Filha da Profecia", o terceiro volume. Porém, a editora pecou mais uma vez na revisão, com alguns erros que novamente podem incomodar a um leitor observador, e por isso a nota é 4, na média de 0 à 5. A edição está belíssima, seguindo o padrão de "Filha da Floresta", mas os tons da capa desse livro são, de fato, uma coisa linda de se ver na estante! A Butterfly está de parabéns!


Enfim, para quem gostou de "Filha da Floresta", "Filho das Sombras" é um livro para não se colocar defeitos!

* * *

E tem novidade vindo aí! Foi divulgada a capa do QUARTO livro da Coleção Sevenwaters que antes era trilogia, para nossa alegria <3

3 comentários:

  1. Oi, Jhonatan. Tudo bem?
    Ainda não tinha percebido que os livros dessa coleção são tao grandes. vou começar a ler em breve.

    Abraços
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi!!
    Acho essa saga super interessante. Já vi várias resenhas do primeiro livro e a trama me pareceu bem desenvolvida, cheia de mistérios e personagens interessantes!
    A capa também é linda!

    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu estou supper ansiosa pra tê-los nas minhas mãos haha, sempre vejo eles pelas paginas de compras e blogs mas não tive a oportunidade de lê-los ainda. Bjos

    http://yuugracindo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir